O DESGOVERNO DE QUEM NÃO GOVERNA: CORRUPÇÃO NA EDUCAÇÃO NA CIDADE DE GONÇALVES DIAS VAI PARAR NA JUSTIÇA

IMG-20151215-WA0102-1-360x640

Documento do ministério público

O prefeito comunista Vilson Andrade da cidade de Gonçalves Dias vem sofrendo alto índice de rejeição e retaliação por parte da população por conta da forma que vem tratando a educação do município. O prefeito é acusado de transformar a prefeitura em uma empresa lucrativa,  visando apenas benefício próprio, além de utilizar a máquina pública municipal para desviar dinheiro público.

Vilson Andrade começou mandando pintar todos os prédios públicos do município nas cores do seu partido, o PCdoB, além de oficializar as cores do fardamento escolar nas mesmas cores, como se observa nas imagens abaixo.

Fardamentos estes que, apesar das licitações em compras publicadas no Diário Oficial em valores exorbitantes, não permite aos alunos ter acesso ao mesmo de forma gratuita. Os pais são obrigados a comprar o fardamento no valor de R$ 80,00 em malharias espalhadas pela cidade, ambas de propriedade dos familiares do prefeito Vilson Andrade.

Os alunos ainda são ameaçados de não assistirem às aulas se não adquirirem o fardamento.  O valor pago a empresa A.W. da Silva Sobrinho-ME para aquisição de fardamento escolar ultrapassa meio milhão de reais. Foram exatos R$ 664. 110,00,(seiscentos e sessenta e quatro mil reais, cento e dez reais) conforme publicação do dia 18 de maio no D.O.

Os alunos também não tem direito a merenda escolar, em algumas escolas existem lanchonetes particulares onde as crianças se quiserem lanchar tem que comprar. Alguns pais denunciam que os filhos estão abandonando as salas de aulas por conta da falta do fornecimento da merenda.

A iniciativa de tentar trazer os alunos de volta para as salas de aulas partiu dos próprios professores onde eles se mobilizam e compram sucos, bolos e biscoitos para oferecerem às crianças.

A licitação para a compra de merenda escolar para o municipío foi no valor de R$ 667, 398,000, sendo mais de meio milhão pagos a empresa C.C de Sousa Rodrigues.

Para completar o descaso desenfreado, mesmo após o encerramento do ano letivo, com boletins já entregues e alunos e professores de férias, a promotora de justiça Ariadna Dantas Menezes.

Fonte: Luis Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *