GASTOS COM A COVID-19 EM CODÓ: QUEM TEM A RESPOSTA, O ATUAL PREFEITO OU O EX-NAGIB?

Gestores de todo o estado tem, a contar de hoje terça-feira (22), o prazo de quinze dias para corrigir falhas e omissões de informação relacionadas às verbas para enfrentamento da pandemia de covid-19 junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA). A medida faz parte das rotinas de fiscalização do órgão e é um desdobramento natural do levantamento dos gastos, divulgado na primeira quinzena de junho.

Basicamente serão dois grupos de gestores. Em primeiro lugar, os reparos caberão aos gestores omissos, ou seja, que deixaram de informar os gastos ao Tribunal, por meio do Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas – Sacop, ou que informaram os gastos mas não informaram se tratar de recursos recebidos para o enfrentamento da pandemia.

O sistema já se encontra aberto para essa finalidade, e os gestores deverão utilizar uma ferramenta específica para isso, disponível no Sacop. “Basta selecionar os contratos e processos licitatórios relacionados aos gastos com a pandemia, o que é bastante simples de ser feito”, explica o secretário de Fiscalização do TCE, Fábio Alex de Melo.

Já nos casos em que foram informados gastos a maior ou em duplicidade, será necessário peticionar ao Tribunal, por meio eletrônico ou por escrito via ofício, solicitando a exclusão dos contratos em duplicidade ou a correção dos valores constantes nas informações prestadas de forma inconsistente.

A expectativa do Tribunal é de que todos atendam à convocação dentro do prazo estabelecido. Mesmo assim, o titular da Sefis lembra que o descumprimento terá como consequência não apenas a cobrança de multa, mas a abertura de processos de fiscalização específico, que poderão resultar em atribuição de débito, a depender da situação de cada município.

O secretário destaca a importância de que todos atendam ao chamado do Tribunal para evitar penalizações por falhas passíveis de correção. Segundo ele, trata-se de uma oportunidade para que se filtrem as informações, evitando medidas punitivas. “O próximo passo será estabelecer um programa de fiscalização para os municípios nos quais ainda se verificarem casos de omissão ou valores distorcidos”, explica Fabio Alex de Melo.

SITUAÇÃO DO MUNICÍPIO DE CODÓ

O levantamento do TCE aponta que apenas 48,99% das verbas federais foram aplicadas no combate a pandemia em Codó. O Portal da Transparência do Governo Federal demonstra que R$ 15.615.568,87 foram repassados ao município, mas apenas R$ 7.650.434,00 foram identificados no SACOP.

Fonte: TCEMA, via Giovanni Graciliano

LAHESIO BONFIM E SEUS DISCURSOS DE AMADORISMO PELO MARANHÃO

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim, parece que está fazendo pré-campanha somente dentro da pequena cidade que ele administra. Pelo fato dele ter se destacado no seu município, por se tratar de um prefeito diferente, Lahesio Bonfim acha que já pode alçar vôos mais altos. Pelo fato de administradores passados terem sido um fracasso, Lahesio acabou se destacando pelos seus feitos na cidade, que são importantes não há duvidas disso, porém não o suficiente para torná-lo governador do Maranhão.

AMADORISMO E FALTA DE UMA ASSESSORIA

O amadorismo impera na vida política do prefeito de São Pedro dos Crentes. Sonhando em ser governador do Maranhão, Lahesio já anda perambulando pelo Estado em busca de apoiadores. Por onde anda tem encontrado pequenos grupos, que até tentam ajudá-lo, mas o próprio precisa também se ajudar, coisa que não tem acontecido. A pré-campanha e a campanha para governador, ou qualquer outro cargo, precisa ser extremamente profissional e sem vícios, coisa que Lahesio parece que ainda não entendeu. Ontem, seus próprios aliados ou assessores desavisados e sem experiência espalharam nas redes sociais um vídeo de Lahesio explicando o inexplicável sobre a família Sarney. No vídeo ele tenta passar aos seus seguidores que nunca votou em Sarney, e que isso é coisa de comunista que tenta plantar sobre sua vida.

CONTINUA O AMADORISMO DE LAHESIO E SUA EQUIPE.

Parece que o pré-candidato ao governo do Maranhão, Lahesio Bonfim, ainda não entendeu que, se caso um dia ele queira chegar a ser governador do Maranhão, é necessário que faça uma campanha voltada para todos os tipos de eleitores, sejam eles Bolsonaristas, Sarneysistas, Comunistas e por ai vai. Macular a imagem de quem quer que seja não seria a forma correta de fazer sua pré-campanha.

 O COITADINHO

Lahesio Bonfim, tenta passar uma imagem de coitadinho para seus seguidores, outra forma erradíssima de passar sua imagem ao eleitor Maranhense. Para encerrar essa matéria, fica uma dica: é bom o pré-candidato contratar uma equipe de profissionais urgentemente para orientá-lo. Caso contrário, ele vai nadar, nadar e morrer na praia. O blog deixa o espaço aberto caso ele queira se manifestar sobre essa postagem. SIMPLES ASSIM…

                                                                  ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO:

POLICIAIS SÃO AFASTADOS E PROMOTOR QUER EXUMAÇÃO DE JOVEM MORTO EM PRESIDENTE DUTRA

O comando da Polícia Civil no Maranhão afastou os três agentes que participaram da morte do jovem Hamilton Cesar Lima Bandeira, de 23 anos, na última sexta-feira (18/06), no povoado Calumbi, em Presidente Dutra.

Hamilton fez uma postagem nas redes sociais desejando “boa sorte” a Lázaro Barbosa, assassino procurado há 12 dias em Goiás. No entanto, os familiares dizem que o jovem era pacífico que a postagem era fruto dos transtornos mentais que sofria desde criança.

Por conta da postagem, três policiais civis da Delegacia de Presidente Dutra foram até a casa de Hamilton e efetuaram dois tiros contra o jovem, que chegou a ser socorrido e levado para o hospital da região com vida, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.”Pedimos a exumação para necropsia pelo IML; retirada dos projéteis para exame balístico; e reconstituição dos fatos”, afirmou o promotor.

Além do afastamento dos três policiais envolvidos no caso, o comando da Polícia Civil também enviou agentes do Departamento de Homicídios e da Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor) para investigar a conduta dos policiais.

Fonte: G1MA

 

PREFEITURA DE MATA ROMA É ALVO DE INVESTIGAÇÃO CRIMINAL

A Prefeitura de Mata Roma está no bojo de um inquérito criminal instaurado no âmbito do Ministério Público.

Segundo as informações cadastradas no Sistema Integrado do Ministério Público (SIMP), as investigações foram motivadas por indícios de improbidade administrativa e violação aos princípios administrativos.

O Procedimento Investigatório Criminal (PIC) está sob a responsabilidade da titular da 1ª Promotoria de Justiça de Chapadinha, Ilma de Paiva Pereira.

Não há mais detalhes sobre o inquérito, há diligências em andamento para apuração mais aprofundada sobre o caso.

Fonte: Neto Ferreira

FERNANDO PESSOA GARANTE APOIO AO EX-PREFEITO DE BARRA DO CORDA, ERIC COSTA

O prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa disse em sua fala no último sábado (19), que é prefeito de Tuntum graças ao seu cunhado e ex-prefeito de Barra do Corda Eric Costa que o apoiou para deputado estadual em 2018, se tornando o mais votado na história política de Barra do Corda, e com isso teve força para entrar a oligarquia que mandava em Tuntum há quase 30 anos.

Além de garantir seu apoio a Eric Costa, o prefeito Fernando Pessoa disse que em Tuntum quem esta com ele estará com Eric.

A gratidão é uma grande virtude, e Fernando tem mostrado para todos nós que é um homem grato. Eu como seu aliado e amigo acompanho ele em quem ele votar”, disse o Sr Neto, um aliado do prefeito.

                                                            ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO:  

Fonte: Pedro Jorge

EM PENALVA, UM JOVEM MORRE APÓS UM GRAVE ACIDENTE DE MOTO

Um jovem morreu após um grave acidente na cidade de Penalva nesta segunda-feira, 2/06. Segundo as primeiras informações, o acidente envolveu duas motos e um segundo jovem ficou gravemente ferido.

Informações colhidas pela Blog do Jailson Mendes dão conta de que a vítima fatal foi identificada como Hugo kayke Noele Cristóvão, de 16 anos. Ele estava em uma moto e colidiu com um segundo veículo, também comandado por um jovem, identificado como Geovane Serejo Morais, de 27 anos. O caso foi registrado na manhã de hoje, próximo à escola Cema, no bairro Anil, no centro da cidade.

Após isso, ambos foram socorridos e encaminhados ao Hospital Municipal. Como a situação era grave de Kayky, os médicos resolveram transferi-lo para São Luis, mas no caminho ele não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da ambulância. A segunda vítima, Geovane, ficou gravemente ferido.

Imagens enviadas ao blog mostram os dois jovens no chão, ainda vivos, sendo socorridos pela equipe do Hospital Municipal. A polícia foi acionada, mas ainda não divulgou detalhes do acidente.

Fonte: Jailson Mendes

PRIMEIRO CASAMENTO COMUNITÁRIO 100% VIRTUAL CELEBRA UNIÃO DE 205 CASAIS EM IMPERATRIZ

Mais de 200 casais de Imperatriz se juntaram aos milhares já beneficiados pelo Projeto “Casamentos Comunitários”, promovido pela Corregedoria Geral da Justiça do Poder Judiciário do Maranhão, gratuitamente. Desta vez, a cerimônia aconteceu de forma virtual.  Os casais, ao lado de familiares, participaram de vários locais pela internet, no último sábado, 20 de junho, com transmissão pelo canal do youtube do Imirante.

Na primeira edição virtual da história de 23 anos do projeto, 310 casais atenderam ao convite da direção do Fórum se inscreveram no evento, mas 206 chegaram à reta final, apresentando a documentação exigida no prazo determinado para habilitação no processo. Na hora da cerimônia, apenas três casais desistiram e 205 estavam conectados no momento da celebração comunitária de união civil, que durou cerca de duas horas.

A conexão entre os casais e os juízes se deu por meio de sete salas virtuais, com 30 nubentes cada. A maioria dos noivos preferiu participar de casa, ao lado dos familiares mais próximos. Dois casais preferiram comparecer ao fórum, localizado no centro da cidade: Wisley dos Santos e Ana Célia Nascimento; e Rodolpho Rodrigues e Sara da Conceição. O casal  Leomar Alves Pereira e Clerismar da Conceição Alves optou pela sede do quartel do 50º Batalhão de Infantaria e Selva (50 BIS), onde eram realizadas as cerimônias presenciais antes da epidemia.

CELEBRAÇÃO VIRTUAL

O procedimento de habilitação dos casais para participar do projeto foi realizado em conjunto com o 1º e o 2º cartório extrajudicial de Imperatriz. E a cerimônia foi ambientada em um cenário especial, criado para a ocasião, com telão gigante de projeção da celebração comunitária em tempo real, onde ficaram os juízes de direito das comarcas do interior.

Os casamentos foram celebrados pelos juízes de Imperatriz, Ana Beatriz Jorge (1ª Vara da Família), diretora do fórum – coordenadora; Adolfo Pires da Fonseca (2ª Vara da Família), Íris Danielle de Araújo Santos (3ª Vara da Família), Delvan Tavares Oliveira (Vara da Infância e Juventude), Eilison Santos da Silva (2ª Vara Cível) e Glender Malheiros Guimarães (1ª Vara de João Lisboa). O juiz Ferdinando Serejo (coordenador do laboratório de inovação ToadaLab), participou direto de São Luís.

Para a juíza diretora do fórum, o evento foi um sucesso. “Foi além da finalidade destinada. Envolveu casamento, solidariedade, acesso à Justiça, inclusão digital, e, claro, muito amor”, enfatizou.Na portaria que autorizou a realização do projeto, o juiz Adolfo Pires da Fonseca ressaltou que a união civil dos casais pelos casamentos comunitários significa a “promoção dos direitos humanos, da proteção jurídica e a garantia dos direitos civis da família e sucessões”.

Participaram da solenidade virtual os desembargadores Paulo Velten, corregedor-geral da Justiça; o desembargador Jorge Rachid, fundador do Projeto “Casamentos Comunitários”; Jaime Araújo; Francisca Galiza; juiz  Gilson Ramalho (TRE-MA); presidente da ANDES, desembargador Marcelo Buhaten (TJRJ); presidenta da OAB local, Márcia Cavalcante. Também estavam presentes o governador do Estado, Flávio Dino; o senador Roberto Rocha; deputados federais Aluísio Mendes e Josivaldo JP e deputado estadual Marco Aurélio.

O evento contou com o apoio do Ministério Público de Imperatriz e envolveu uma equipe de 25 servidores da diretoria administrativa, secretarias judiciais e departamento de tecnologia da informação do Fórum de Imperatriz. Todos os preparativos e detalhes da cerimônia foram combinados entre os juízes, servidores e noivos por meio de grupos de mensagens no whatsapp, para que tudo funcionasse de forma remota. Após a celebração, os recém-casados postaram mensagens de agradecimento nos grupos, elogiando a organização e o atendimento que receberam.

“No planejamento do evento disponibilizamos dois pontos de apoio para os noivos que não possuíam recursos tecnológicos para a conexão, no Fórum de Imperatriz e no quartel do 50 BIS. Tivemos cinco casais com problemas na conexão que participaram por meio de conexão pelo whatsapp”, informou Milena de Bonis Faria, assessora da direção do fórum.

A entrega das certidões de casamento está sendo feita por agendamento, pelos cartórios do 1º e 2º ofício da cidade. Os casais que precisaram do documento para justificar a falta ao trabalho foram os primeiros a solicitar atendimento e já estão de posse do documento.

TOADALAB

De forma inédita, o Laboratório de Inovação “ToadaLab”, do Poder Judiciário facilitou a inscrição dos casais a distância, e o cumprimento das exigências do protocolo de habilitação extrajudicial. O laboratório criou uma solução para que as inscrições fossem feitas, inteiramente, de modo virtual, intuitivo e automatizado, por meio de aparelhos móveis conectados à internet, evitando deslocamentos e aglomerações durante a pandemia de coronavírus.

“O ganho com a adoção dessa solução foi evitar a utilização de papel e aglomeração de pessoas para as inscrições, durante a pandemia, bem como dar agilidade no processo de inscrições e da habilitação por parte do Judiciário e Ministério Público”, explica o laboratorista Miguel Moysés, responsável por viabilizar a conexão entre o Judiciário e os noivos.

PARCERIA INSTITUCIONAL

O casamento foi realizado em parceria institucional com o Grupo Mirante de Imperatriz, que montou e operacionalizou a estrutura de transmissão do evento, com suporte do Tribunal de Justiça, e cedeu equipe de cerimonialista, cinegrafista e fotógrafo, que registraram a movimentação dos juízes e casais nos locais da celebração e pelo telão. “Foi um evento desafiador, do ponto de vista da operação”, resumiu o diretor executivo da empresa, Alan Neto.

Outras empresas participaram contribuindo com a estrutura da cerimônia oferecida aos noivos: Vivo, Equatorial, Umuarama Concessionárias, Empório Santa Bárbara, Mirante Colonial Eventos, Takashi Comunicações e Gracilene Bolos.