PARLAMENTAR ENVIA OFÍCIO AO MPM E ANEEL PONTUANDO DENÚNCIAS CONTRA A CEMAR E COMENTA INOPERÂNCIA DO GOVERNO ESTADUAL

Jpeg

Leonel Filho

Em uma semana conturbada do mês de setembro, o vereador Leonel Filho (PTN) encaminhou ofício ao Ministério Público do Maranhão e a Agência Nacional de Energia Elétrica(ANEEL), pontuando sobre denúncias contra a Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), em defesa dos consumidores codoenses, e ainda lamentou a inércia e inoperância do governo do estado em levar os benefícios que a população do município de Codó tanto aguarda.

Em defesa da população codoense

Na última semana, o líder do governo na câmara encaminhou ofício ao promotor do MPM informando do descontentamento da população codoense em relação aos serviços da CEMAR, e em defesa da população requereu investigação acerca de diversas reclamações que chegam por maio do clamor dos milhares de consumidores de Codó. Dentre os problemas pontuados e solicitações feitas constam no documento:
As constantes interrupções e oscilações no fornecimento de energia, sobretudo nos bairros mais humildes; a colocação de contadores digitais na área externa das residências sem aviso e autorização prévia (há casos de depreciação de patrimônio); suspeita de contadores não estarem registrando o consumo de forma correta; a revisão de contadores, para saber o estado do equipamento e se a CEMAR está cobrando o determinado pela ANEEL para a região; o pedido para que a central de atendimento telefônico da CEMAR seja em Codó, e não em outra cidade; o correto e devido ressarcimento ao consumidor caso tenha prejuízo material devido a oscilação ou queda de energia; a celeridade no atendimento para ligações, religações e consertos na rede elétrica; o melhor atendimento aos consumidores dos bairros periféricos e famílias da zona rural.

Cobranças ao Estado

Em seu pronunciamento na câmara e em entrevistas para a mídia digital o parlamentar cobrou ao governo estadual sobre os problemas que ainda afligem a população codoense, após nove meses de gestão. O Edil, baseado em dados do Portal da Transparência do Governo do Estado e relatou que o orçamento de 2014 foi de cerca de 14 bilhões de reais e que o de 2015 foi de quase 16 bilhões de reais. “Temos que dizer que todo o orçamento é uma previsão. Esperamos que com mais recursos mais obras aconteçam em nosso estado. Não podemos mais chegar na tribuna e não saber o quanto se gasta. Temos que prestar contas com o povo, seja o orçamento estadual ou municipal. E temos que apurar as denúncias feitas”.

Governo precisa inaugurar obras próprias

Em sua entrevista a mídia digital, o vereador Leonel Filho declarou que espera muito que o governo consiga aproveitar o seu orçamento e anunciar obras próprias de sua administração, pois até agora o que o governo vem inaugurando são obras que foram deixadas pelo governo Roseana Sarney, já em fase de conclusão e quase prontas para serem entregues a população maranhense. “Achamos muito louvável o governador inaugurar as obras do governo passado, obras estas que já foram deixadas no ponto de entregar a população, mas é necessário que o estado comece a inauguras suas próprias obras. Agora, dia 28, será inaugurado o hospital de Pinheiro, que a administração da governadora Roseana Sarney e do então secretário de saúde Ricardo Murad deixou pronta em 96% das obras, e também a Maternidade Nossa Senhora da Penha, no Anjo da Guarda, em São Luís. São as obras do Saúde é Vida, concebida pelo secretário Ricardo Murad e um dos maiores projetos de saúde pública do Brasil. Achamos que o governo tem que inaugurar essas obras, que não são suas, mas também começar a fazer obras de seus próprios projetos, pois a demanda por saúde é grande em nosso estado”.

Codó: cidade aliada e abandonada

Leonel encerrou sua entrevista lamentando a falta de comunicação do atual governo do estado até mesmo com seus aliados e a sua inércia em realizar as promessas colocadas na época de campanha. “É notória a falta de comunicação e de atenção do governador com seus próprios aliados. Codó foi uma cidade aliada, não só por seus políticos que o apoiaram, mas por seu povo, que votou mais de 60% em Flávio Dino. Estamos vendo coisas lamentáveis, como a luz cortada no Viva Cidadão de Coroatá. De acordo com matéria divulgada, depois de Edvaldo Holanda, é o governo que mais tem rotatividade e colocação de secretários som a adequação técnica. Precisamos que o governo saia dessa incoerência e comece mostrar a que veio”.

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *