PARLAMENTAR FAZ DISCURSO EXALTADO E CRITICA VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO DE CODÓ

DSCF0574

Ver. Gracinaldo

Durante seu discurso na sessão ordinária de segunda-feira (28), o Vereador Gracinaldo (PSL) parabenizou os grupos políticos de Codó pela distribuição de peixes alusivos a semana santa. O edil destacou que a forma como os grupos políticos disputam a atenção da população codoense acaba levando alimentos de qualidade às famílias menos abastadas durante a Semana Santa. “Ao distribuírem peixes na Semana Santa cada grupo tenta superar um ao outro, com um pescado de melhor qualidade e maior quantidade, e a população sai ganhando”. O Vereador ainda salientou ainda que o mesmo esforço deveria ser feito em todas as áreas da esfera política e social para a população de Codó.

No entanto, a maior parte das palavras proferidas pelo parlamentar foi de pesar, consternação e indignação com os últimos fatos violentos ocorridos na cidade.

Gracinaldo lamentou com veemência sobre o covarde crime cometido contra o ex-administrador de Cajazeira, Sr. Lica, tragédia ocasionada durante a tentativa de prestação de socorro a um acidente trânsito. “Uma pessoa de bem, trabalhadora e que foi vitimado no exercício da função de prestar socorro a uma vítima de trânsito. Infelizmente, qualquer pessoa de bem que tivesse prestado socorro teria o mesmo destino que o Sr. Lica”.

A violência e a falta de fiscalização no trânsito de Codó também foram alvos do legislador, que relatou que o controle do tráfego de Codó não esta mais sendo fiscalizado como deveria, como foi acordado entre as autoridades competentes e a Câmara Municipal em audiência publica. “Hoje a fiscalização concentra uma meia dúzia de pessoas (agentes) no centro da cidade e os bairros estão desassistidos, sem fiscalização. Pessoas estão andando armadas, com motos roubadas”, denunciou.

RESPONSABILIDADE DE TODOS

Gracinaldo também ponderou sobre a responsabilidade de cada um para fazer um trânsito mais seguro. “As pessoas estão andando sem proteção, sem capacete, sem habilitação e sem conhecimento da legislação de trânsito. Os pais também são responsáveis pelos acidentes dos jovens, por que muitos pais estão deixando seus filhos, sem condições de conduzir um veículo, trafegar pelas ruas da cidade”.

 

Um exemplo citado pelo vereador e outros colegas de parlamento foi a última ocorrência violenta no trânsito da cidade, quando dois jovens tiveram suas vidas ceifadas. Dois jovens circulavam de moto pelo conjunto residencial quando se chocaram com um caminhão caçamba. De acordo com testemunhas, os jovens andavam em alta velocidade, sem capacete, sem habilitação e ainda eram menores de idades, portanto de responsabilidade dos pais desses jovens.

 

Ascom/Vereador Gracinaldo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *