PARLAMENTAR VISITA PROJETO SOCIAL E MORADORES DO CODÓ NOVO E NOVA JERUSALÉM

SAM_3560

Max Tony

Mesmo com as paralisações decorrentes do feriado de 1º de Maio, o vereador Pastor Max vem dando continuidade a suas atividades parlamentares como representante legítimo do povo codoense. O vereador continua incansavelmente, visitando as comunidades e se colocando mais perto da população para sentir suas dificuldades e os problemas que enfrentam. Pastor Max vem conquistando a admiração da população mais carente do município, pois sempre está lutando para melhorar suas condições das comunidades. O edil consegue colocar em prática a filosofia de não se distanciar do povo. Na última semana, Max Tony partiu para uma verdadeira maratona pelos bairros mais carentes da cidade.

UNIÃO FAZ A FORÇA

Primeiramente, Pastor Max esteve mais uma vez no Bairro Nova Jerusalém, com o objetivo de acompanhar trabalhos sociais dos quais apóia. Por meio de associações, que desenvolvem importantes ações junto aquela comunidade, Max incentiva o esforço comunitário que objetiva amenizar as diferenças sociais. Um exemplo de como a união e a força de vontade pode fazer a diferença é o trabalho comunitário feito pela Associação das Quebradeiras de Coco do Bairro Nova Jerusalém. Um grupo de mulheres guerreiras, que tem como Presidente a senhora Milagres, recentemente implantaram um Projeto de Horta Comunitária para ajudar as mulheres do bairro na complementação de suas rendas, por meio da produção e venda de hortaliças.

ATENDENDO A SOLICITAÇÃO DA COMUNIDADE

Na oportunidade o vereador também visitou várias ruas do bairro, se reuniu e ouviu atentamente os moradores, principalmente das Ruas São Sebastião e Travessa São Sebastião. Os moradores desses logradouros sofrem no período invernoso, pois a água invade suas residências. Os moradores solicitaram ao parlamentar a construção do canal da água fria, a construção de uma ponte na Rua São Sebastião e a pavimentação asfáltica da Travessa São Sebastião. Após ouvir as reivindicações dos moradores, Max disse que faria a indicação de todos os pedidos da comunidade e cobraria dos responsáveis a solução do problema.

OBRAS NO CANAL DA ÁGUA FRIA

Já no dia 01 de Maio, o vereador visitou moradores da Rua São Miguel, no Bairro Codó Novo, para acompanhar e fiscalizar de perto os serviços que estão sendo executados de limpeza e aprofundamento do canal da água fria, obra que em outro momento havia sido solicitada ao vereador em visita realizada no Bairro. Além da ponte que está sendo construída na Travessa Bahia, Pastor Max também visitou e se reuniu com moradores da Rua São Miguel, que ainda sofrem com a invasão da água nos quintais no período invernoso.Max Andou pela rua cumprimentando moradores e observando alguns pontos com problemas, que vem causando sérios transtornos aos mesmos.

Os moradores pediram a construção de uma galeria pluvial em locais de transbordo que afetam a rua. O vereador mais uma vez falou do seu compromisso com a comunidade, ressaltando que não tem o poder de execução, mas cobraria dos responsáveis a imediata solução do problema, além de fazer indicações através da Câmara Municipal. Vários moradores elogiaram a atuação do vereador Pastor Max, ressaltando que em pleno feriado, ele abriu mão do seu descanso para está junto com a comunidade, observando os problemas e trabalhando em soluções para as demandas. “Nós queremos um vereador assim, que não fuja da gente e apareça aqui só de quatro em quatro anos. Da última vez que ele esteve aqui vários problemas foram resolvidos, por isso pedimos que ele estivesse novamente conosco para nos ajudar nesses problemas”, disse um morador.

Ascom/Vereador Max Tony 

2 comentários em: “PARLAMENTAR VISITA PROJETO SOCIAL E MORADORES DO CODÓ NOVO E NOVA JERUSALÉM

  1. One Response to “Estudantes vivem abandonados pela Prefeitura de Codó na comunidade Porcos”

    José Murilo Duailibe Salem disse:
    05/05/2014 às 23:48

    TIVE A OPORTUNIDADE DE OUVIR, VIA INTERNET, A FALA DE ALGUNS VEREADORES.
    CRÍTICAS E DEFESAS, PRINCIPALMENTE DEFESAS AO GOVERNO QUE DETÉM MAIORIA NA CÂMARA NÃO É NOVIDADE. MAS, CHAMOU-ME ATENÇÃO, O TOM GRAVE USADO PELO VEREADOR/PASTOR, MAX TONY, AO USAR O APARTE CEDIDO PELO VEREADOR RODRIGO FIGUEIREDO. O TAL VEREADOR MAX TONY, FAZ UMA DEFESA SEM LIMITES, MESMO SOBRE FATOS INDEFENSÁVEIS. NÃO ADIANTA, SENHOR VEREADOR, AFIRMAR QUE SOB A ÉGIDE DE UM “”TAC””, FIRMADO COM O SINDICATO E A PROMOTORIA PÚBLICA DE CODÓ, O PREFEITO TEM, AINDA, O PRAZO PARA CUMPRIR AS EXIGÊNCIAS DO MPE.
    SENHOR MAX TONY, SÃO 64 MESES PASSADOS, SÃO MILHÕES E MILHÕES RECEBIDOS, SÃO VÁRIAS LICITAÇÕES “”FRAUDULENTAS”” ACONTECIDAS, SÃO INÚMERAS MENTIRAS PREGADAS, SÃO DIVERSAS PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS.
    TAMBÉM, VEREADOR MAX TONY, NEM O LÍDER DO GOVERNO, O NOBRE VEREADOR LEONEL FILHO, TEM A CORAGEM DE DEFENDER O INDEFENSÁVEL. NÃO, O LEONEL FILHO TEM UM COMPORTAMENTO SUSTENTADO NA MORAL E RAZOABILIDADE, É UM GRANDE CIDADÃO REPRESENTANDO A SOCIEDADE CODOENSE.
    AO LONGO DOS ANOS, PRESENCIANDO O COMPORTAMENTO DA EDILIDADE CODOENSE, O SENHOR, VEREADOR MAX TONY, SUPEROU ÀQUELES QUE OUTRORA FORAM CONSIDERADOS “”SUBSERVIENTES”” AO EXECUTIVO.

  2. Escola da comunidade Porcos

    Escola da comunidade Porcos

    A situação da educação de Codó, vez por outra é destaque em rede nacional, não é por questões políticas não. Basta fazer uma visita aos prédios localizados na sede do município para saber que nem de longe a educação que os alunos codoenses tem, é àquela que os pais querem para seus filhos. As questões estruturais são ruins e esse cenário que já é desolador na cidade, fica ainda mais caótico, uma verdadeira catástrofe, quando partimos para a zona rural.

    O Correio Codoense esteve na comunidade Porcos, recentemente, e o que encontramos foi uma educação onde os estudantes vivem jogados à própria sorte e sorte é tudo o que eles não estão tendo, há pelo menos cinco anos da administração do prefeito Zito Rolim. Já que até as marcas de pintura nas paredes do prédio que está caindo aos pedaços, foi feita no governo do ex-prefeito Biné Figueiredo. Foi a única certeza que tivemos da última vez em que a Prefeitura de Codó passou por lá.
    O muro é de palha por causa dos animais

    O muro é de palha por causa dos animais

    No momento em que as fotografias foram feitas, não havia aluno no espaço onde há apenas uma sala de aula e só isso mesmo, porque não existe nada a mais que isso. Na comunidade, o que falta em investimento, sobra em anseio, as famílias sonham um dia voltar a ver seus filhos estudando em uma escola, pode ser aquele prédio mesmo, mas que seja digno de receber as crianças e os pais terem a certeza de que vão para o trabalho na roça e os alunos estarão num ambiente propício ao convívio humano e, claro, decente para que possam desenvolver suas atividades estudantis e obter um ensino de qualidade.

    Como a educação de qualidade que o Governo “Cuidando da Nossa Gente”, ainda não alcançou a comunidade Porcos, e pelo visto está distante de chegar, os pais encontraram uma maneira de evitar que seus filhos estudem juntos com os porcos e outros animais. Como o acesso é fácil para quem quiser e isso inclui todos os tipos de animais, as famílias improvisaram um muro. Fizeram uma meia parede de folha de babaçu e, por enquanto, está servindo. Mas tem outras necessidades que não tem jeito, não dá para ir no improviso. E isso nem precisamos citar aqui, basta os leitores observarem nas imagens o tamanho da carência das crianças que são obrigadas e conviver com o abandono do Poder Público Municipal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *