PASTOR MAX ENTREGA LEI QUE CRIA DIA MUNICIPAL DO MOVIMENTO PESTALOZZIANO

Foto petalozzi

Momento da entrega

Aconteceu na última sexta-feira (31) o aniversário de 36 anos da Associação Pestalozzi do município de Codó. O evento foi realizado no Rotary Clube e contou com a presença do vereador Pastor Max e de várias outras autoridades municipais convidadas. Presentes na ocasião também estavam a Sra. Maria Zaidan, esposa do ex-prefeito e empresário de Codó, Sr. Reinaldo Zaidan, (in memoriam), e primeira presidente da entidade, o atual presidente Eliel Lima, alunos, ex-alunos, funcionários e pais de alunos que abrilhantaram a festa.

Desde sua criação, em 22 de maio de 1978, a Associação Pestalozzi de Codó vem desempenhando um importante papel dentro da sociedade codoense, no âmbito da educação (alfabetização) de crianças, jovens, adolescentes e adultos que sofrem de deficiência física, mental e intelectual. A entidade oferece a população codoense serviços educacionais, teste do pezinho, fonoaudiologia, informática, etc. A entidade possui no seu quadro de funcionários diretor pedagógico, educadores, orientadora pedagógica, fonoaudióloga, fisioterapeuta, auxiliares, equipe de telemarketing, etc. A associação tornou-se utilidade pública no município após a aprovação da Lei Municipal nº 560/79, pelos relevantes serviços prestados a comunidade codoense.

Dia Municipal do Movimento Pestalozziano

De acordo com o vereador Pastor Max, estes serviços socioeducativos e sócioassistenciais desenvolvidos pela associação fizeram com que ele elaborasse um Projeto de Lei criando o Dia Municipal do Movimento Pestalozziano em Codó, como forma de reconhecer e divulgar o trabalho que é desenvolvido pela entidade. O Projeto foi aprovado e sancionado pelo Prefeito Zito Rolim. A Lei nº 1.660/2013, que institui o dia 22 de maio como o Dia Municipal do Movimento Pestalozziano, foi entregue a comunidade pestalozziana no dia do seu aniversário pelo parlamentar.

Este dia vem fortalecer o movimento como uma data comemorativa inserida no Calendário do município de Codó, onde a Pestalozzi, demais instituições privadas do município e as escolas da rede municipal possam trabalhar na conscientização da luta e importância pela igualdade social. Um movimento que envolve a educação, saúde e a assistência social do município, em prol dessas famílias com pessoas com deficiência e que vivem o processo de exclusão”, disse o vereador.

Pastor Max ainda destacou que os princípios pestalozzianos mostram que é possível conviver com as diferenças, respeitando e dando oportunidades iguais a todos. “É possível educar e reeducar para a vida e para o exercício da cidadania sem castigos e sem penas”, finalizou.

A Associação Pestalozzi de Codó procura dar aos cidadãos codoenses portadores de deficiência o direito de poder exercer sua cidadania com dignidade. Através de parcerias importantes com o Governo Municipal, Estadual e Federal, vem auxiliando essas famílias com a implantação de políticas públicas socioeducativas e sócio assistenciais, que ajudam a superar as diferenças impostas pela sociedade no seu dia-a-dia.

Ascom/Vereador Max Tony

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *