POLÊMICA EM PEDREIRAS: VEREADOR DEFENDE O FIM DO WHATSAPP

Polêmica na sessão da Câmara de Pedreiras. Vereador Marcus Louro defende o fim do WhatsApp! e recebe apoio do presidente da Casa (5)

Ver. Marcos Louro

O Vereador Marcus Louro ao fazer uso da Tribuna chamou atenção para o uso do WhatsApp. Segundo ele é a proposta de um juiz do Piaui está repercutindo nos tribunais e virando manchete em todo o Brasil; “Já começando a ter impedimento jurisprudencial em relação a isso e isso é muito bom. Porque como preza nossa Constituição Federal no Art. 5º e parágrafo IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

E o vereador continuou criticando o aplicativo do WhatsApp que facilita o anonimato. “Você não tem a origem daquelas charges que denigrem a imagem da pessoa, determinados insultos e falácias que a nossa própria constituição fala que todos nós somos inocentes até que prove o contrário”, disse.
“O WhatsApp já abre o inquérito policial”, afirmou. “Ele já faz a instrução do processo judicial e já julga e sentencia se é bandido, se é ladrão, se é culpado. E graças a Deus já tem uma decisão agora, já está tendo um embate entre juízes federais e desembargadores e isso é o início de tudo para derrubar esse whatsApp, que pra mim, no meu entendimento, tem que derrubar mesmo. Se a pessoa tem coragem de falar mal de A, de B ou de C, que ela tenha hombridade de mostrar a cara a dar a tapa, para que a gente saiba quem são essas pessoas. Porque muita das vezes, presidente Robson, são mais bandidos dos que eles querem ou tentam denegrir a imagem”, declarou o vereador Marcus Louro.

E continuou afirmando que “a justiça já está começando a se manifestar em relação às divulgações e, em breve, não vai começar a ter desentendimentos jurisprudenciais a respeito dessa matéria, uma vez que em alguns estados já estão quebrando a linha de envio de mensagem, ou seja, você recebe a mensagem no whatsapp e partir daquele momento se você transferir a imagem repassar para outra pessoa, você infringe o mesmo crime de quem iniciou a mensagem no whatsapp. Então eu acho que a gente tem que se manifestar, eu vou aguardar a edição de leis federais para que a gente faça valer para Pedreiras, respeitando a lei federal”, finalizou o vereador Marcus Louro.

O presidente da Câmara, o vereador Robson Rios, pediu um a parte da palavra e complementou a fala de Marcus Louro, dizendo que alguns dias atrás na Câmara havia lido a parte da Constituição Federal frisada pelo vereador Marcus Louro, e gerou até alguns questionamentos e debates. “Conversando com o vereador Serapião, questionamos sobre essas pessoas que ligam para rádios ou TVs e não se identificam e, simplesmente, de maneira caluniosa, denigrem a imagem das pessoas”, disse.

O presidente da casa deixou bem claro que concorda com a livre manifestação de pensamento, mas não com o anonimato. “Como a pessoa pode se defender, ou ter um direito de resposta se ela nem sabe que a criticou”, indagou-o aos colegas. E concluiu afirmando que esse assunto é de extrema relevância e importância.

Fonte: Mayane Mendes via Blog do Carlinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *