POLÍCIA INVESTIGA RAMIFICAÇÃO DE QUADRILHA QUE ASSALTOU BRADESCO EM AFONSO CUNHA

images

Delegado Regional de Caxias Celso Rocha

O delegado regional de Caxias Celso Rocha acredita que a quadrilha que assaltou o Bradesco de Afonso Cunha (MA) na madrugada de ontem (12), possa ser composta por cerca de 11 integrantes. No entanto, apenas três foram presos durante a fuga.

“De informação que a gente tem em contato com a polícia do Piauí é que se trata de um grupo numeroso em cerca de 11 a 12 indivíduos. Um dos que está preso, a gente ainda não confirmou a autenticidade de sua RG que indica que ele seja de Bacabal, mas, os demais integrantes provavelmente tem ramificações no Piauí”, destacou delegado celso Rocha.

No cerco feito pela polícia no povoado descanso, já em Caxias (MA), os bandidos chegaram a trocar tiros com a polícia. Nenhum PM ficou ferido, no entanto, dois assaltantes foram atingidos. Naldo Medrado dos Santos, 39 anos, foi atingido com um tiro de raspão na cabeça e outro no abdômen e seu quadro clínico ainda inspira cuidados. O outro identificado apenas como Evaldo, que foi atingido na na cabeça. Os dois foram encaminhados ao HGM.

Até o final da noite, Medrado continuava em observação. Já Evaldo, que a bala continua alojada na cabeça, foi transferido para o Hospital Regional de Presidente Dutra e corre risco de morte.

Na cidade de Coelho Neto, um terceiro indivíduo foi preso pela polícia. Ele foi identificado por Carlos Jeronimo Cruz Silva Lopes, 36 anos, aque foi trazido para a Delegacia regional de Polícia Civil de Caxias, onde foi ouvido e depois recambiado para Coelho Neto.

Na manhã desta quinta-feira (13), o helicóptero do GTA deu iniciou ao sobrevoou na região de Afonso Cunha, com o objetivo de tentar capturar o restante da quadrilha.

Fonte Portal Noca

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *