POR JANAÍNA CARVALHO: O QUE ACONTECE NO CÉREBRO DE ALGUÉM APAIXONADO ?

fina-405x405

Janaína Carvalho

O frio na barriga, o bater mais forte do coração, a temperatura mais quente no corpo todo, o suor nas mãos, o tremor em alguns movimentos. Essas são coisas que muitos daqueles que já se apaixonaram passaram. Entretanto, o que será que passa dentro do nosso corpo, mais especificamente dentro do nosso cérebro?
Em primeiro lugar, a paixão ativa alguns mecanismos de bem-estar do corpo a partir do cérebro. Esses mecanismos também são chamados de mecanismos de recompensa. É algo parecido quando realizamos um objetivo que queríamos muito ou comemos algo que adoramos. O hipotálamo transmite substâncias químicas – espécies de cartinhas – para a hipófise, que então posteriormente libera tais substâncias na corrente sanguínea. Os neurotransmissores, são os principais responsáveis pelas sensações emocionais dos apaixonados: dopamina, noradrenalina, serotonina, entre outros.

A dopamina, por exemplo, seria responsável pelo desejo de estar com a pessoa amada ao lado, ligado à sensação de alegria e intensidade. O sistema límbico é um dos grandes responsáveis por quase todas as nossas emoções e, portanto, bastante participativo nas paixões. Há ainda uma baixa no lóbulo frontal que fica com a responsabilidade de regular nossa capacidade de raciocínio lógico. Por tal motivo, entre outros, que quando estamos apaixonados, acabamos agindo mais com a emoção do que com a razão.
A transição da paixão – algo mais impulsivo e intenso – para o amor seria no momento em que toda essa dinâmica corporal se torna mais equilibrada, passando a induzir sensações como a empatia e os desejos por um futuro juntos. Não é interessante? E ainda há muita coisa para descobrir.

Por: Janaína Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *