POR ROSINA BENVINDO: É FÁCIL FALAR, DIFÍCIL É FAZER

DSC_1127(1)

Rosina Benvindo

É lamentável ver a imprensa codoense, representada por pessoas tão competentes, distorcer informações ou, ainda, não se certificar das mesmas para poder fazer um julgamento correto ou no mínimo justo com as pessoas que estãoliderando ações relevantes em nosso município.
O que se espera de nossos colegas jornalistas, que são tão queridos, ouvidos e assistidos, é que a veracidade dos fatos narrados ou denunciados seja respeitada, o que só é possível quando se usa da imparcialidade. Espero e desejo que nossos colegas possam ler maissobre Tucídides, um grande historiador grego que foi reconhecido pelos críticos como imparcial em suas narrativas, porque relatava os fatos com concisão e procurava explicar-lhes as causas. Isto acontecia porque ele se preocupava com a verdade e certamente em ser justo.
O que me motivou a escrever foram as repetidas críticas, denuncias e falas infundadas, sem buscar explicação para as causas. Mas o que me inquietou mesmo foi um artigo postado no blog do Acélio Trindade (profissional que tenho muito respeito e admiração) dia 21 de abril de 2015 que tem como título: Construção de 18 escolas parou e Codó também tá fora da erradicação das escolas de taipa.
Quero informar a todos que se interessam pela educação de nosso município que Codó aderiu sim ao Programa Escola Digna do governo estadual. A adesão foi feita por mim, Rosina Benvindo, através do site da SEDUC, antes do prazo final (13/03/15).A documentação exigida foi entregue em mãos (SEDUC- S.Luís) pela técnica da SEMED Maria do Carmo Pires no dia (20/03/15).Como fizemos adesão de 30 escolas e a quantidade de documentos exigidos era enorme, os documentos que restaram foram entregues no dia(27/03/15), como comprova o protocolo de recebimento em anexo.Portanto, quero ratificar a adesão do município de Codó ao programa Escola Digna.
Quero informar também que Codó tinha 76 escolas de taipa até o ano de 2013. Em 2014 foram nucleadas 11 escolas, restando 65 escolas de taipa. Destas 65 restantes, elas estão solicitadas para construção da seguinte forma: 17 estão informadas e aprovadas pelo PAR (Plano de Ações Articuladas) esperando liberação de recursos do FNDE; 18 estão conveniadas com o Estado do Maranhão e 30 aderiram ao Programa Escola Digna. Como já foram construídas 5 escolas do convênio com o Estado do Maranhão, restam portanto 60 escolas de taipa e não mais 76 como foi informado no blog.
Quanto ao convênio celebrado com o governo do Estado e a prefeitura de Codó, representada pelo prefeito Zito Rolim em 27 de dezembro de 2013 para a construção de 18 escolas, ficou acordado que o Estado passaria R$1.600.000,00 (Hum milhão e seiscentos mil Reais), só que até o momento o governo do Estado, na gestão passada,repassou somente R$480.000,00 (Quatrocentos e oitenta mil), recurso este que foi empregado na construção de cinco escolas, restando apenas 13 das 18 conveniadas.É bom saber que este recurso que o Estado ficou de repassar para os municípios é um recurso mais que justo, pois quando o mesmo municipalizou o Ensino Fundamental (Escola ClodomirMilet e Escola João Ribeiro) repassou somente os alunos para o município. No entanto, o valor aluno do ano de 2012 ficou no censo do Estado, então o município ficou apenas com o ônus. Para amenizar a problemática, o Estado resolveu celebrar este convênio e o prefeito Zito Rolim achou por bem construir escolas no campopara diminuir as mazelas existentes na educação da zona rural de Codó. Antes mesmo de o fantástico divulgar os problemas das escolas precárias na zona rural de Codó já havia a preocupação em tentar amenizar as dificuldades da educação do campo. Tanto é verdade que o convênio foi celebrado em 27 de dezembro de 2013 e o fantástico divulgou as imagens em 09 de março de 2014.
Ademais, quem é codoense é conhecedor da extensão territorial do município de Codó, dificultando assim ações exitosas, visto que as demandas são enormes. O prefeito atualherdou de gestões passadas uma quantidade enorme de escolas de taipa e de escolas em estado de deterioração. O que ele fez ao longo destes 6 anos e 5 meses de gestão foi desconstruir escolas de taipa e construir escolas de alvenaria, além de reformar e ampliar outras tantas.
Além dos codoenses, o próprio MEC também é conhecedor dessas dificuldades da educação do campo existentes em Codó. Para se ter uma ideia, dos 5.570 municípios brasileiros, somente 81 tem uma quantidade expressiva de escolas de taipa, e infelizmente Codó é um deles. E dos 217 municípios maranhenses, 11 demonstram esta triste realidade, e Codó lidera esta lista. Por conta deste triste panorama da educação do campo no Brasil, foi que o MEC criou em 2013 o Programa Pronacampo, para poder, através do PAR, dar suporte aos municípiosno sentido de atender os alunos do campo no mesmo padrão dos alunos estudantes da cidade.
A imprensa pode divulgar sim informações, mas informações fidedignas que não maculem a imagem de pessoas que não merecem!

Rosina de Araújo Benvindo -Pedagoga (UFMA) – Especialista em Supervisão Educacional (FAESPI) e Secretária Municipal de Educação.

3 comentários em: “POR ROSINA BENVINDO: É FÁCIL FALAR, DIFÍCIL É FAZER

  1. José Murilo Duailibe Salem disse:
    7 de maio de 2015 às 15:39
    UMA PERGUNTA MERECEDORA DE UMA RESPOSTA: “””SENHORA ROSINA BENVINDO, COMO FOI DILUÍDO O MONTANTE DE R$149.000.000,00 DESTINADOS PARA A EDUCAÇÃO MUNICIPAL, DESDE JANEIRO DE 2013 ATÉ O MÊS DE MARÇO DE 2015??. (sem adição dos convênios). VEJA, EU NÃO QUIS COLOCAR OS VALORES POR ÁREA, DEIXEI ALGUNS, BEM EXPRESSIVOS, PARA POSTERIOR DIVULGAÇÃO DEPENDENDO DA RESPOSTA QUE, TENHO CERTEZA, JAMAIS RECEBEREI.
    OUTRA INFORMAÇÃO QUE SOLICITEI HÁ MAIS DE 16 MESES: DEMONSTRE, SENHORA ROSINA BENVINDO, UM RELATÓRIO DAS ESCOLAS EXISTENTES, (tanto faz ser de palha ou alvenaria) E QUANTOS ALUNOS MATRICULADOS EM CADA UMA DAS ESCOLAS ATÉ O NÚMERO 27.773 DIVULGADOS PELO GOVERNO QUE CUIDA DA SUA GENTE. ESSA INFORMAÇÃO SERVIRÁ PARA DISSIPAR DÚVIDAS, POIS 27.773 EQUIVALEM A 23,53% DA POPULAÇÃO CODOENSE, TOTALMENTE ANORMAL.
    AGORA O ÚLTIMO PEDIDO, PARE E FAÇA PARAR A CONTÍNUA “”LENGA LENGA”” DE QUE OS GOVERNOS PASSADOS SÃO OS RESPONSÁVEIS POR TUDO DE RUIM EXISTENTE EM CODÓ. NÃO, SENHORA ROSINA, O RESPONSÁVEL É O ROLIMzito, O MOÇO QUE CUIDA EXCLUSIVAMENTE DA SUA GENTE. (bem cuidados).
    QUANTO CUSTOU A OBRA PARA HOMENAGEAR O PARDINHA??. DAVA PARA CONSTRUIR DUAS ESCOLAS. FIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *