PREFEITO DE MARAJÁ DO SENA E UM EX DE ZÉ DOCA TAMBÉM SÃO PRESOS NA OPERAÇÃO AGIOTAGEM

Prefeito-Richard-Nixon

Prefeito de Bacuri Richard Nixon na cadeia, foto Blog do Luis Pablo

A polícia prendeu hoje pela madrugada dois prefeitos do interior do Maranhão que estão supostamente envolvidos com a agiotagem, assim como o agiota Pacovan, um dos mais fortes no Maranhão, além de um ex-prefeito de Zé Doca.
O prefeito Nixon dos Santos, de Bacuri, foi preso por ser acusado de envolvimento com a
agiotagem em cobranças que fazia de prefeituras. A polícia encontrou com ele, há dois anos, cheques de prefeitos e notas fiscais frias.
Contra Nixon pesa ainda o recebimento de R$ 178 mil para a construção de um mercado público na cidade de Zé Doca e nada foi feito, na gestão de Natin.
O segundo prefeito foi o de Marajá do Sena, aquela cidade que apareceu na TV Record onde a maioria da população passa fome. O prefeito Edvan também usou dinheiro da agiotagem para se eleger e aumentar o patrimônio pessoal.
O prefeito tem um primo, Antonio Magalhães, que o auxilia em Marajá do Sena. Por conta disso, já adquiriu máquinas pesadas e contrói em mansão no Maiobão. O sistema de contabilidade da prefeitura, assim como as licitações, são feitas em uma residência na Vila Conceição.
A terceira pessoa presa na operação que envolve a Polícia Civil e o Ministério Público, representado pela Gaeco, foi o conhecido agiota Pacovan que empresta dinheiro para várias prefeituras do Maranhão e depois acaba sendo o fornecedor de medicamentos, equipamentos hospitalares e merenda escolar.
A Polícia Civil também prendeu o ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato, o Natin. Ele é réu confesso em outra operação realizada pela Polícia Federal no combate à agiotagem. Natin tomava emprestado do dinheiro das mãos do agiota Pacovan.
Natin e Pacovan já foram presos pelos mesmo motivos em outras operações, mas permaneceram por pouco tem encarcerados.
A operacão da Policia Civil continua sendo realzada por todo o dia de hoje, com prisões e apreensões. Aguardem novas informações.

Fonte: Blog do Luis Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *