PREFEITO DE TIMBIRAS RESPONDE A MATÉRIA NO BLOG DO DE SÁ QUE FALA SOBRE POSSÍVEIS DESVIOS

                                      NOTA OFICIAL

                PREFEITURA MUNICIPAL DE TIMBIRAS

 Em resposta à matéria veiculada no Blog do de Sá, edição de hoje, 04 de maio de 2016, com o tituloBOMBA: PREFEITO DE TIMBIRAS RECEBEU QUASE 16 MILHÕES PARA MANUTENÇÃO DO HOSPITAL VICTORIANO ABDALA, QUE ESTAVA FECHADO, a Prefeitura Municipal, através do prefeito Fabrizio Araújo, vem à público repudiar tais acusações que visam atingir a administração municipal e sua honra pessoal, ao fazer ilações e divulgar dados de maneira manipulada com o intuito de conduzir o leitor ao erro de interpretação.

      O DINHEIRO DA SAÚDE ESTA AQUI

A Secretaria Municipal de Saúde reitera que a citada matéria é inverídica conforme dados abaixo elencados, para restabelecer a verdade:

1)    O município de Timbiras não recebe recursos para o Hospital Victoriano Abdala e por ser habilitado junto ao Ministério da Saúde somente em Gestão Básica não recebe recursos para ações de Atendimento de Ambulatorial e Hospitalar de Média e Alta complexidade, recursos este que ficam sob responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde, conforme Portaria MS nº 373, de 22 de fevereiro de 2002, que em seu Capitulo III, item 55, demonstra as prerrogativas dos municípios em gestão básica; (http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2002/prt0373_27_02_2002.html

 2)    Se antes de publicar a matéria citada acima o blog tivesse feito uma pesquisa detalhada no site do Fundo Nacional de Saúde, ou entrado em contato com a prefeitura veria que os recursos de média e alta complexidade que ele cita como pertencentes ao Hospital Victoria Abdala, trata-se dos repasses referente ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência – SAMU, conforme mostram as tabela do site.

3)    O SAMU de Timbiras foi avaliado no exercício passado – ano de 2015 – pelo Ministério da Saúde sendo requalificado pelos excelentes serviços prestados à população, conforme Portaria MS nº 2192, de 28 de dezembro de 2015, estando dentre os poucos Serviços Moveis requalificado no Estado do Maranhão, fazendo jus aos referidos repasses;

4)    Sobre os demais repasses citados todos são específicos de Programas Federais de Saúde, conforme detalhamento nas tabelas anexas, programas estes todos regidos por legislação especifica de âmbito nacional;

 5)    Por último e mais uma vez, repudiamos a manipulação das informações referentes às atividades municipais da saúde para, de forma distorcida, tentar induzir a sociedade timbirense ao erro de interpretação dos fatos, através de uma matéria redigida com o objetivo de atender a interesses escusos, pois as informações foram jogadas num texto cujo o título destila maldade e má fé contra uma administração aprovada em pesquisa por mais de 63% da população.

 6)    E, portanto, reafirmamos que a matéria publicada no referido Blog é mentirosa, caluniosa e será alvo das providências legais cabíveis por parte da Administração Municipal e da pessoa do prefeito Fabrizio Araújo.

                                               Governo Municipal

                                     Timbiras No Caminho Certo

 

 

4 comentários em: “PREFEITO DE TIMBIRAS RESPONDE A MATÉRIA NO BLOG DO DE SÁ QUE FALA SOBRE POSSÍVEIS DESVIOS

  1. Fez o que devia fazer.
    Acompanho mesmo distante as notícias da terrinha. Algum dia pretendo voltar, mas sei que a vida está melhorando. Graças a gestão e empenho do prefeito e da população que efetivamente está buscando melhoria.
    A prefeitura tem disponibilizado o conteúdo no site. Já a Câmara de Timbiras não tem divulgado nada. Só vídeos promocionais dos vereadores. Entrei em contato com um senhor Frazão responsável pelo site, mas ele não respondeu, e inclusive não autorizou meu comentário. Ao contrário, publica no seu blog pessoal uma verdadeira campanha política. Vou procurar o Ministério Público para me queixar. Os recursos públicos devem ser disponibilizados à população. E espero que este blog reforce a denúncia da Câmara Municipal de Timbiras. Precisamos saber onde está sendo direcionado os recursos de lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *