PREFEITURA DE COELHO NETO FRAUDA INFORMAÇÕES E MANTÉM “FANTASMAS” NO BANCO DE DADOS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

O prefeito da cidade de Coelho Neto-MA, Américo de Sousa dos Santos, terá que se explicar sobre a suposta fraude de informações enviadas ao Ministério da Saúde, referente ao Programa Agentes Comunitários de Saúde – ACS.
D e acordo com a denúncia do Blog do Samuel Bastos mostrou que pessoas estão sendo usadas criminosamente para captar recursos federais.
A denúncia veio à tona quando a servidora Elzenita Bastos da Silva Rocha foi demitida pela então secretária de Saúde, Cristiane Bacelar, ainda em janeiro de 2017.

A secretária tinha um prazo até de três meses para fazer a alteração das pessoas que foram substituídas, mas preferiu burlar a Lei e manter uma folha cheia de servidores “fantasmas”.
A servidora Elzenita ainda permanece no cadastro, conforme dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES. De acordo com dados do Departamento de Atenção Básica – DAB, o município tem cadastrado no sistema 122 agentes comunitários e no ano de 2017 recebeu o programa o valor de R$ 112.65540.

Outro caso diz respeito as ex-agentes Edineth Rodrigues Silva Lima (Centro de Saúde São Judas Tadeu), Lucivânia dos S. Saraiva Gomes (UBS Antônio Nonato Sampaio) e Fernanda Lima da Silva (UBS Santo Antônio), onde uns abandonaram o cargo e outros foram embora. O curioso é que ainda permanecem no banco de dados e os recursos continuam caindo normalmente, mesmo sem as pessoas estarem trabalhando.

São inúmero casos de pessoas que não estão trabalhando (veja mais detalhes aqui). Como se trata de recursos federais, cabe a Polícia Federal apurar a denúncia.

Fonte: Luís Pablo, via Samuel Bastos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *