SECRETÁRIO DE IGUALDADE RACIAL DE CODÓ LEMBRA A PASSAGEM DO DIA DA CULTURA

cultura

05 novembro dia da cultura

A cultura brasileira é tão diversa que não se pode falar dela em apenas um dia. Apesar disso, o dia 5 de novembro, foi escolhido para festejarmos as manifestações culturais de norte a sul e de leste a oeste.
O Brasil é um país de formação multirracial e por isso carrega um pouco do costume de cada povo que veio morar aqui. Dos negros, herdamos o candomblé, a capoeira, parte do nosso vocabulário e muito do nosso folclore. Dos índios, herdamos o artesanato, a pintura, comidas exóticas como o peixe na folha da bananeira e a rede. Do português, ficamos com o costume católico, a língua, as roupas.
Essa mistura toda não se deu de maneira pacífica, mas sim por meio da dominação cultural e da escravização de índios e negros. No entanto, características culturais de ambas etnias sobreviveram ao tempo e hoje compõe uma enorme riqueza cultural. Alguns estudiosos, como o escritor Sérgio Buarque de Holanda, acreditam que o fato de outras culturas permearem a cultura brasileira nos tornou “desterrados em nossa própria terra”. O movimento modernista da década de 20 mostrou a ideia de intelectuais que sentiam falta de um caráter estritamente nacional e que importava modelos sócio-culturais. O escritor Mário de Andrade construiu o personagem “Macunaíma” para retratar isso.
Independente da existência ou não de uma identidade nacional, o fato é que temos muito que comemorar hoje. Os costumes do povo brasileiro, seu folclore, suas comidas e suas músicas são neste sentido, grandes representantes das peculiaridades da cultura do país.

O que comemoramos no sobre Dia Nacional da Cultura

Instituído por meio de Lei Federal, em 1970, o Dia da Cultura é uma homenagem ao jornalista, político, jurista e intelectual Rui Barbosa. A data foi escolhida por ser o dia do nascimento de Barbosa, que foi importante defensor das liberdades civis.
Em 1907, ele representou o Brasil na Segunda Conferência Internacional da Paz, em Haia, na Holanda, e, já no final de sua vida, foi eleito juiz da Corte Internacional da Paz. Rui Barbosa também presidiu a Academia Brasileira de Letras após a morte de Machado de Assis. Hoje, o seu acervo intelectual, biblioteca e móveis são administrados pela Fundação Casa de Rui Barbosa, órgão vinculado ao MINC.

Ordem do Mérito Cultural

Para o Dia Nacional da Cultura, o MINC promove, anualmente, a Ordem do Mérito Cultural (OMC), que premia pessoas e entidades que, com seu trabalho, contribuíram para valorizar a cultura no Brasil. A cerimônia ocorre preferencialmente todo cinco de novembro. Neste ano, será celebrada na próxima segunda-feira (9), às 20 horas, no Palácio do Planalto, em Brasília, com presença da presidenta Dilma Rousseff.
Em sua 21ª edição, a OMC homenageará o poeta Augusto Campos e irá agraciar – nas classes grã-cruz, comendador e cavaleiro – 34 personalidades, órgãos e entidades por suas contribuições à cultura brasileira. Desde que foi criado, em 1991, o prêmio anual já foi entregue a mais de 500 personalidades e a 60 instituições.

Língua Portuguesa

Além da Cultura, comemora-se, todo 5 de novembro, o Dia Nacional da Língua Portuguesa. É o sexto idioma mais falado no mundo, presente em nove países como língua oficial e em quatro continentes. A expectativa é que, em 2050, 337 milhões de pessoas falem o idioma.
Mas apesar da importância, grandeza e riqueza da língua portuguesa, ainda inexiste uma política cultural para ela. Com o objetivo de estabelecer bases e princípios que subsidiem a criação de uma política brasileira para a área, o Ministério da Cultura promoverá, em junho de 2016, no Rio de Janeiro (RJ), um encontro internacional da Língua Portuguesa. O evento promoverá a afirmação da língua e aproximará países e povos que interagem com o idioma. Outra expectativa é que o espaço permita avançar no estabelecimento de um mercado comum de bens e serviços culturais entre países lusófonos.

Cinema Brasileiro

O Dia do Cinema Brasileiro também é celebrado em 5 de novembro, em homenagem à primeira exibição pública de cinema no país, realizada no Rio de Janeiro em 1896.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *