SERVIÇO DE VIDEOMONITORAMENTO DE CAXIAS PROVA QUE PLACA DE CARRO FOI CLONADA

unnamed

Fotografia do veículo

Francisco Rego Cruz, morador da cidade de Coelho Neto (MA) proprietário de um veículo Corsa, foi surpreendido em sua casa ao receber várias notificações de multas de trânsito de seu automóvel, autuado na cidade de Capitão de Campos (PI), quando na verdade nas datas das multas ele afirmava estar em Caxias.

As ‘infrações’ referem-se a excesso de velocidade e, somadas, alcançam valores que Francisco Rego diz não teria condições de pagar, além de correr o risco de perder a Carteira Nacional de Habilitação pelos quase 30 pontos obtidos pela violação ao Código de Trânsito Brasileiro. Pela lei, a partir de 20 pontos, a CNH já deve ser suspensa.

Pelas evidências, suspeitava-se que a placa de seu automóvel tinha sido clonada, o que ocorre quando outro veículo, irregularmente, possui os mesmos números e letras do carro efetivamente registrado nos órgãos de trânsito e constitui em infração e crime, com penas que variam de 3 a 6 anos de reclusão e multa.

unnamed

Fotografia do dono do veículo

As autuações foram feitas por radares do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), da Polícia Rodoviária Federal e Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Teresina – PI.

Analisando as autuações, Francisco Rego lembrou que nas datas registradas nas notificações, ele estava na cidade de Caxias e por isso procurou a Secretaria Municipal de Segurança Pública onde apresentou requerimento solicitando a realização de diligências, na esperança de que as câmeras aqui instaladas tivessem registros da sua vinda à cidade.

E as suspeitas se comprovaram. O carro foi visualizado às 11h16, do dia 01 de janeiro de 2015, na Av. Nereu Bitencourt e as imagens serão utilizadas para provarque efetivamente o veículo estava em Caxias e não nos locais onde fora por diversas vezes multado.“Estou sinceramente sem palavras para agradecer o que a Prefeitura de Caxias fez por mim e minha família. Não tinha a menor condição financeira de arcar com tantas multas colocadas no meu carro, sem que eu tivesse culpa. Graças a essas filmagens vou poder provar que sou inocente”, disse Francisco Rego.

“O videomonitoramento tem revelado no dia-a-dia sua múltipla finalidade de atendimento das mais diversas demandas sociais, desde a identificação de criminosos, flagrados na prática de delitos, auxiliando o sistema de segurança pública quanto às questões de constituição de prova em processos administrativos de trânsito, como é esse caso. Estamos aqui para atender a todos, dentro das previsões legais”, afirmou o secretário de Segurança Pública, capitão Silvínio Rocha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *