VEREADORA MARIA PAZ LUTA POR BENEFÍCIOS E TRATAMENTO PARA IRMÃOS DO BAIRRO SANTO ANTONIO

1922837_709648925723484_608695619_n

Maria Paz

O caso comovente de uma família do Bairro Santo Antônio, na cidade de Codó, chamou a atenção de dois representantes do poder legislativo. No início de 2013, o vereador Gracinaldo (PSL) procurou a colega de legislatura, Maria Paz (PV) para contar o caso de dois irmãos que apresentavam uma rara síndrome neurológica, degenerativa, progressiva e desconhecida até então.

Os irmãos Jackson e Fernando de 11 e 13 anos respectivamente possuem uma doença genética que afeta o cérebro e a capacidade motora. A patologia restringe seus movimentos e a capacidade de falar. Eles moram com uma tia avó, Dona Irací, no Bairro Santo Antônio em uma casa modesta e não possuem qualquer tipo de pensão ou benefício.  Filhos de pai desconhecido, as crianças também estavam com problemas em relação com sua documentação, que estava na posse da mãe biológica. Na casa, a única renda disponível é dá mãe de Dona Irací, que cria os irmãos e mais uma criança.

Luta pela saúde e dignidade das crianças

Após tomar conhecimento do caso, a vereadora fez a primeira visita. Testemunhando as condições humildes da família e as limitações de conforto das crianças, Maria Paz fez a doação de uma bicama, colchões novos e roupas de cama, pois os irmãos dormiam em redes. A posição encolhida das pernas prejudicava ainda mais seus movimentos. Em uma das ocasiões que visitou os irmãos, a parlamentar testemunhou todas as dificuldades e o tempo que as crianças levavam para poderem se levantar (cerca de 20 minutos).

Até a vereadora tomar a frente da luta pelos direitos dos irmãos, eles nunca tinham feito qualquer exame com um neuropediátra e não havia diagnóstico sobre o caso, apenas uma consulta com um clínico geral. A Vereadora Maria Paz também recorreu a Secretaria Municipal de Saúde para conseguir custear as despesas de viagens, alimentação e assistência motorizada para que os irmãos realizassem uma consulta com uma neuropediatra. O laudo dado pela médica também ajudou para os irmãos consigam benefícios governamentais.

Auxílio ajudará tratamento e cotidiano

Jackson, o mais novo, e que se locomove com auxílio de andador, recebeu o laudo médico e já está recebendo o benefício Auxílio Doença do INSS no valor de um salário mínimo (R$ 724,00). Fernando, de 13 anos, ainda espera pela entrevista no dia 25 de fevereiro. Em março eles já começam tratamento fisioterapêutico pelos SUS para reabilitação dos movimentos. Ele não tem o diagnóstico por exame, mas tem o clínico, onde fica constatado o problema neurológico.

Carinho e atenção

Para Vereadora Maria Paz, o trabalho e esforço feito pela união de legisladores e do executivo ajudou muito e irá mudar bastante a vida dos dois irmãos. “Após tomarmos a luta por eles é gratificante observar o quanto a vida deles mudou e pode mudar ainda mais. Sempre quando eu vou visitá-los, eles me recebem com muita alegria. Eu sempre levo um brinquedo, jogo, atenção e carinho. E eles retribuem muito. Pudemos levar mais conforto a eles. Agora, com os laudos clínicos, só falta conseguir o benefício para o Fernando. A família terá uma grande ajuda de dois salários mínimos para custear alimentação, vestuário, o tratamento e o bem estar dessas crianças”. Explicou a vereadora.

Dona Irací, muita agradecida, disse que com os dois recebendo o benefício a vida irá melhorar muito. “Não tínhamos nada. Era difícil cuidar com tantas dificuldades. Agora a mudança foi muito grande, graças a solidariedade da vereadora e do secretário”. Agradeceu. Maria Paz ainda informou que com o início do tratamento e as melhoras na condição motora de Jackson e Fernando, eles poderão voltar a estudar na Fundação Pestalozzi. “As crianças não podem ficar acamadas. A doença não tem cura, mas pode ser amenizada e a dignidade levada de volta a família”. Finalizou a parlamentar.

Ascom/Vereadora Maria Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *