CAXIAS SEDIARÁ A 6° EDIÇÃO DA EXPOEMPREENDEDOR

pt_original_00015861

Em parceria com o SEBRAE, SESC e a Câmara de Diretores Lojistas (CDL), a Prefeitura de Caxias sediará, por meio da Secretaria de Cultura, a “6ª Edição da Exposição do Empreendedor (Expoempreendedor)”.

O evento será realizado nos dia 28 e 29 de agosto, às 8h no Centro de Cultura. O Expoempreendedor tem como objetivo valorizar e contribuir para a promoção da Cultura, Turismo, Saúde, Meio Ambiente e a força do empreendedor caxiense.

Para o organizador do evento, Sergio Sampaio, a exposição valorizará os microempreendedores e trabalhadores caxienses. “O evento propõe um conjunto de ações estratégicas de amostra e exposição de vários produtos e serviços de diversas empresas locais e ainda a valorização e promoção da produção dos microempreendedores e trabalhadores do comércio informal de Caxias e região”.

O evento reunirá expositores dos setores de comércio, indústria e profissionais liberais. Haverá realização de palestras e apresentações culturais. A entrada é gratuita e destinada a toda comunidade.

CODOENSES PARTICIPAM DA 5° CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

IMG_20150818_180429846

Participantes de Codó

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) e o Conselho Estadual de Segurança Alimentar do Maranhão (Consea-MA) realizaram na semana passada a 5ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, com tema central “Comida de Verdade no Campo e na Cidade: por direitos e soberania alimentar”.
O evento teve como objetivo discutir propostas de políticas públicas para a área, com vistas à redução da extrema pobreza e a fome no estado. A conferência aconteceu no Centro de Estudo Sindical Rural (Cesir-Fetaema).
A cidade de Codó enviou 03 representantes para estarem participando do evento em São Luis: Ana Emilia Moreira – Quilombola dos Matões do Moreira, Denise Serra – Conselheira de promoção de igualdade racial, e Francialdo de Oliveira – diretor do departamento de igualdade racial.
As discussões foram realizadas por meio de painéis, oficinas, plenárias, mesas redondas e palestras que abordaram sobre eixos temáticos relativos à segurança alimentar e aos desafios para a conquista da alimentação de qualidade aos maranhenses.
Vinte e seis municípios maranhenses aderiram ao Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), comprometendo-se em ampliar as políticas públicas voltadas às áreas em seus territórios. O ato conjunto de adesão foi uma das importantes ações efetivadas durante a 5ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Cesan).
Denise Serra participou ativamente do vento e falou sobre a importância dos debates para o aprimoramento das ações já implantadas com foco na saúde nutricional. “Os governantes devem fortalecer os mecanismos existentes e incluir ações mais integradas para oferecer muito mais à população”, disse.
Alem de Denise a Conferência Estadual reuniu centenas de representantes de 124 municípios maranhenses.

ASCOM/SEMCIR

BANDIDOS ARMAM EMBOSCADA PARA MATAR PREFEITO DE BACURI

becda453c31194a9fb07a280cc3aa65f-1024x681

Prefeito Baldoino em comemoração com os amigos

O clima na pequena cidade de Bacuri é de alerta total. Após a decisão do Supremo Tribunal de Justiça ter reconduzido o prefeito Baldoino ao cargo, varias ocorrências de agressões estão sendo registradas no município.
O ápice da situação ocorreu na noite desde domingo(23) com uma emboscada que tinha como objetivo dar fim a vida do prefeito Baldoino.
O gestor passou o dia todo em seu sítio juntamente com seus assessores e alguns populares comemorando a decisão da justiça, de lá, Baldoino seguiu para um festejo em uma comunidade juntamente com sua esposa. Após o término do evento, o prefeito mandou sua esposa seguir na frente com um carro e minutos depois ele se deslocou também em direção à sua residencia.
Faltando algo em torno de dois quilômetros para chegar em sua residência na sede do município, Baldoino foi surpreendido por uma emboscada armada. Os criminosos jogaram toras de madeiras na estrada na intenção de parar o carro do prefeito e realizarem o serviço.
Mas ao perceber o perigo o motorista de Baldoino acelerou passou por cima das toras quase capotando o veículo e logo em seguida percebeu a presença de dois veículos e duas motos já em posição de ataque. Foi ai que, por um milagre, o motorista de Baldoino conseguiu passar no meio dos bandidos de forma acelerada não deixando nenhuma possibilidade de reação dos possíveis bandidos.
Baldoino já informou o fato ao delegado da cidade e disse que logo cedo comunicará ao secretário Jeferson Portela pedindo providências para a elucidação da emboscada, e também pedirá reforço policial para que os moradores de Bacuri sintam-se mais seguros e protegidos da violência que tomou conta da cidade.

Fonte: Blog do Minard

A VOLTA DE CHICOTE: JUSTIÇA DETERMINA A VOLTA DO PREFEITO DE PEDREIRAS

Prefeito-Totonho-Chicote21

Prefeito “Totonho Chicote”

O desembargador Jamil Gedeon determinou o retorno do prefeito Totonho Chicote ao comando da Prefeitura de Pedreiras.
O magistrado deferiu pedido da defesa de Totonho e suspendeu a liminar do juiz Marco Adriano, que determinou o afastamento do prefeito por 180 dias.
“São por demais frágeis e inconsistentes para embasar a determinação de afastamento do prefeito”, disse Jamil Gedeon, em sua decisão.
O município de Pedreiras estava sendo comandado pela vice-prefeita Fátima Vieira, que deixará o cargo de “prefeita” para o retorno imediato de Totonho Chicote.

Fonte: Luis Pablo

EXCLUSIVO: “SEREI CANDIDATO A PREFEITO DE CODÓ COM OU SEM O APOIO DO PREFEITO ZITO”, DIZ CHIQUINHO DO SAAE.

20150810_183546

Prefeito Zito Rolim e Chiquinho do SAAE

Na semana passada tive um bom e longo papo com o presidente da Câmara de Vereadores de Codó, Chiquinho do SAAE. Na conversa aproveitei, óbvio, para perguntar sobre as eleições do ano que vem, inclusive fiquei surpreso com algumas coisas ditas pelo presidente do legislativo codoense.

BLOG DO DE SÁ: PRESIDENTE O SENHOR SERÁ OU NÃO CANDIDATO A PREFEITO DE CODÓ NO ANO QUE VEM?

“Amigo Leandro, eu serei sim candidato a prefeito de Codó. O povo precisa ter opção nestas eleições do ano que vem. Eu tenho um compromisso com o prefeito Zito Rolim e esse compromisso eu quero honrar com ele, mas eu não posso abrir mão de minha candidatura”.

BLOG DO DE SÁ: PRESIDENTE, É ÓBVIO QUE O SENHOR ESTÁ ESPERANDO O APOIO DO PREFEITO ZITO. E SE ELE NÃO LHE APOIAR?

“Eu sou candidato a prefeito de Codó com ou sem o apoio do prefeito Zito Rolim meu amigo Leandro de Sá. Eu estou fazendo um trabalho que poucas pessoas em Codó fazem. Ser candidato a prefeito não é simplesmente lançar o nome não. O próximo prefeito de Codó será um homem do povo, assim como é hoje o prefeito Zito. Eu tenho certeza que no decorrer dos acontecimentos o povo vai entender quem são os melhores nomes para Codó e saberá fazer a escolha com discernimento”.

PRESTES A RECEBER UM GRANDE PARTIDO.

Ainda na conversa com o presidente do parlamento de Codó, Chiquinho do SAAE, o mesmo nos adiantou que está quase tudo certo para que um grande partido fique sobre o seu comando no município e Codó. Inclusive algumas viagens já foram feitas a São Luís para tratar sobre este assunto. “Quando nós recebermos esse partido vamos fazer uma grande festa cívica na cidade de Codó. Vou reunir meus amigos e vamos mostrar nossa força” disse o presidente.

EXPERIÊNCIA POLÍTICA

Chiquinho do SAAE é um homem que tem uma experiência no ramo da política. Um exemplo disso é que sempre foi muito bem votado em eleições que participou. Outro grande exemplo é que está conseguindo fazer um parlamento tendo o apoio de todos os vereadores. Bom, pelo visto as coisas estão começando a esquentar, e sendo assim o presidente da Câmara de Codó é um dos políticos da cidade que pode fazer uma grande diferença na ora dos acertos. Afinal, ele tem sobre seu comando um dos poderes mais importantes, que é o legislativo codoense.

POLÍCIA MILITAR DE CODÓ RECUPERA MOTO TOMADA DE ASSALTO

IMG-20150823-WA0021

Fotografia Repórter Sena Freitas

A polícia militar de Codó, representada pelos soldados Torres e Abreu, conseguiu recuperar neste sábado (23) uma moto tomada de assalto no último dia 16, próximo a Avenida Augusto Teixeira. O dono da moto saia do posto após ter abastecido e foi perseguido por dois homens, que anunciaram o assalto e levaram a moto.
No ultimo sábado (23) os dois policias estavam fazendo um trabalho de rotina nas ruas de Codó utilizando as motos (viaturas) quando se depararam com um jovem suspeito. Ao avistar os policiais o jovem tomou rumo ignorado na região da Trizidela, tentando fugir dos policiais. Após a perseguição o jovem abandou a motocicleta em um morro na região da Trizidela. A moto foi recuperada, mas o autor do crime não foi preso.

AUTORIDADES AVALIAM COMO GRANDE SUCESSO A PASSAGEM DA CARAVANA DA LIBERDADE POR CODÓ

IMG-20150821-WA0030

Autoridades reunidas na caravana da liberdade

A caravana passou a população acompanhou de forma bem entusiasmada. Foram três dias de trabalhos, atividades, serviços e participação popular. Durante os dias 18 à 20 de agosto, Comissão para a Erradicação do Trabalho Escravo no Maranhão (Coetrae/MA) realizou, juntamente com representantes de órgãos públicos e da sociedade civil, a Caravana da Liberdade. Durante o evento foi sugerido o fortalecimento das políticas públicas em regiões mais vulneráveis do estado, o mapeamento da educação no campo e a intensificação na divulgação dos canais de denúncia. Também foi feita uma moção de apoio ao fortalecimento das instituições que atuam no combate ao trabalho escravo – principalmente a Superintendência do Trabalho e Emprego, o Ministério Público do Trabalho e a Justiça do Trabalho.
O encontro contou com o apoio das secretarias estaduais de Direitos Humanos e Participação Popular, Extraordinária de Juventude, Saúde, Educação, Pesca e Aquicultura, Desenvolvimento Social, Trabalho e Economia Solidária; do Viva Cidadão; do Tribunal Regional do Trabalho; do Ministério Público do Trabalho; da Universidade Federal do Maranhão – Campus Codó; do Ministério Público Estadual; da Prefeitura de Codó; da Câmara Municipal de Codó; da Prefeitura de Peritoró; da ONG Plan; da ONG Repórter Brasil; do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Codó; do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Peritoró; e do Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos Carmen Bascarán (CDVDH/CB).

BONS RESULTADOS

IMG-20150821-WA0031

Pedro Belo e Iury Corrêa

O evento incluiu painéis, oficinas, roda de conversa, passeatas de mobilização, depoimentos dos trabalhadores resgatados, exposições fotográficas, serviços de saúde, exibição de vídeos, entre outras ações. Foram oferecidos, ainda, serviços do Viva Cidadão e do Sistema Nacional de Emprego (SINE), como expedição de carteiras de trabalho e cadastro do trabalhador.A proposta de criação de rede regional para combater o trabalho escravo e a instalação da primeira Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Escravo em Codó, foram alguns dos resultados da Caravana.Durante a passagem da Caravana, lideranças e a Seccional da OAB também exigiram a instalação da Vara do Trabalho de Codó.
Para o vereador Pedro Belo (PC do B), a união das instituições e a mobilização popular foram fundamentais para o sucesso da terceira edição do evento. “Conseguimos mobilizar boa parte da população na caminhada pela Erradicação do Trabalho Escravo em Codó e todo o estado. Também foi anunciado pela Secretaria Estadual de Educação, que em setembro começa a formação dos educadores da rede estadual de ensino para atuarem como multiplicadores do Projeto “Escravo Nem Pensar” nas escolas, resultado de uma parceria entre o Governo do Estado e a ONG Repóter Brasil. A previsão é a capacitação de 10 mil professores. A sociedade já incorporou a passagem da caravana e entendeu a ideia do evento. Por isso obtivemos um resultado tão positivo este ano”, finalizou o parlamentar.

Assessoria de Imprensa

POR JACINTO JÚNIOR: A “BATALHA DE CODÓ”

10550932_342069912616495_4102293788972417798_n

Jacinto Júnior

Perspectivas e horizontes promissores… aonde?
Essa talvez seja a mais inquietante interrogação que o codoense deve está fazendo a si mesmo quando a questão é a sucessão municipal.
Alguns pontos precisam ser reposicionados para que seja possível ‘desanuviar’ a percepção do eleitor comum que, de uma forma ou de outra, procura saber em que ”pé” se encontra a conjuntura política e os prováveis candidatos em 2016.
Neste sentido, esboçarei uma opinião buscando indicar as prováveis movimentações em torno dos nomes que hoje se colocam como pré-candidatos ao pleito de 2016.
Primeiro ponto que enxergo como necessário para originar uma discussão mais acalorada e rica do ponto de vista político é a construção de um programa mínimo de governo – diga-se de passagem, que, historicamente, os candidatos que se lançam ao cargo majoritário sequer sabem por que estão candidatos – a ser implementado se vier a vencer o pleito eleitoral;
Segundo ponto que avalio é a questão das alianças táticas e pontuais. Neste espectro o quesito ético não faz parte da discussão e nem poderia, pois, ocaráter tipificado hoje é“abrangente”, “elástico” em que cabem todos – do ponto de vista político, vide o caso do PT em 2002 e as traumáticas consequências hoje – e o resultado é uma completa miscelânea ideológica; isto é, não há uma diretriz coerente entre o consenso estabelecido entre os partidos e suas lideranças; ocorre, na verdade, apenas um discurso “solto” e sem “nexo” dianteda realidade, onde a conjunção das forças políticas falam individualmente, como se cada um estivesse apresentando sua própria ideia e não ao do candidato apoiado;
Terceiro ponto que mexe com a sociedade é a famosa pesquisa eleitoral. Tal instrumento sempre é recomendado por uma facção que, por sua vez, deseja que o resultado seja favorável a si mesma – e há casos em que, realmente ocorrem distorções da preferencia eleitoral provocando assim, uma completa confusão no eleitorado comum. Além disso, temos outro elemento crucial que, se bem estruturado pode gerar, beneficiar o oponente: a informação maquiada. Vide o caso recente das eleições de 2014 em que a Revista Veja oportunisticamente veiculou antecipadamente a manchete acusando o PT de ter cometido atos ilegais e, com isso, gerar na opinião pública uma revolta e indignação votando contra a candidata Dilma, favorecendo, assim, o candidato da oposição Aécio Neves (Aécio-porto-pó-aguardente), mas tal ardil não deu certo, felizmente!Portanto, particularmente, entendo que a pesquisa eleitoral não está mais cumprindo com seu papel fundamental: demonstrar a verdadeira intenção do eleitor, mas, sim, distorcendo os fatos para inverter uma determinada situação perdida. Esse jogo é muito perigoso, pois implica a ética do grupo e, também, dos candidatos.
Quarto ponto que compreendo como elementar nesse contexto político é a capacidade de discernimento da sociedade civil organizada, dos movimentos populares, sociais e outros, de se articularem ese posicionarem politicamente defendendo aquele candidato que se apresenta com uma identidade e uma alternativa política verdadeiramente democrática.
Quinto ponto que considero indispensável é o combate à corrupção desenfreada que se alastrou em nosso país e que tem tomado dimensões extraordinárias, comprometendo políticos, empresários, dirigente de estatais e empreiteiras. Temos consciência de que essa prática cultural não é recente; ela se manifestou desde os tempos do Império. A corrupção quando alimentada causa um estrago intenso e, ao mesmo tempo, gera uma sociedade semelhante e incapaz de negá-la. A tendência é fortalecê-la e considera-la um fato natural e comum. Contudo, não podemos aceitar esse quadro vergonhoso e ilícito! O setor público tem sido vitima constante de prática dessa natureza e por que será que só ocorre no setor público? O setor privado não ocorre corrupção? Mas o ponto aqui é esclarecer o que representa de prejuízo para sociedade a condução de um homem que já tenha sido acusado de cometer esse ilícito a dirigir uma administração pública. A comunidade deve rejeitar friamente esse comportamento nojento. Dizer não!
Portanto, caberá aos filhos deste torrão manifestar sua indignação com tudo aquilo que preconiza e fortalece a cultura vergonhosa do “é dando que se recebe”. O verdadeiro mote da política se assenta na proposição e engajamento de homens com uma biografia marcada pela coerência, compromisso, ética e, sobretudo, honestidade. Sabemos o quanto é raro encontrarmos um só homem com esse perfil ideal, contudo, ele existe, basta observar sua história, sua vida pregressa e sua ideologia. A sociedade civil precisa também ser coerente e tomar uma firme decisão de eleger os homens com o perfil descrito acima e, não aceitar o jogo sujo daqueles que cultuam a lastima da corrupção. A corrupção só será banida do campo político quando a sociedade civil rejeitar e negar reconduzir aqueles políticos que já são condenados pela justiça e que estão sob a penalidade da Lei da Ficha Limpa. Agindo com essa decisão em pouco tempo a corrupção sofrerá um golpe fatal e será definitivamente banida do interior da política. Isso é o que esperamos! E a força motriz para que de fato, tal realidade seja materializada basta a sociedade civil renegar os políticos desonestos.
Codó precisa mostrar sua rejeição por políticos desonestos, elegendo novas lideranças. 2016 se avizinha e será o primeiro teste para a sociedade demonstra sua aversão e ojeriza àqueles que tentam subverter a ordem com a prática lesiva da corrupção ativa/passiva.
Será que não existe um único homem público em nossa cidade com uma natureza social irrepreensível? Sensível e suficientemente corajoso para enfrentar os poderosos e credenciar-se a uma disputa carregando consigo apenas sua história como referencial e ser capaz de convencer a sociedade de suas intenções sinceras? E a sociedade, por que não lhes dá uma oportunidade? E fundamental alinhar um posicionamento que se contrapunha ao tradicionalismo.
Codó será ainda uma cidade do povo para o povo e com o povo tendo à frente da gestão esse homem destemido e corajoso para realizar uma administração à altura de nosso tempo, promovendo uma gestão democrática, popular e desenvolvida. Esse homem vai surgir e ganhará a confiança dos de “baixo” e governará para estes e não para as minorias privilegiadas.
A sociedade pede o fim da capitulação, da manipulação e da corrupção nefasta. Mas, essa mesma sociedade necessita reagir combatendo os velhos costumes e práticas que deixam um lastro de desgraça e vergonha para todos nós, ou seja, alguns politiqueiros salafrários são capazes de tudo para vencer as eleições e, ainda, têm a ousadia de ameaçar todo aquele que lhe faz algum tipo de crítica. Felizmente, esse modelo está fracassando. O povo aos poucos começa a renovar suas esperanças e decidem optar por uma nova liderança que constrói que tem conteúdo, que expressa sua filosofia e que tem um discurso diferente conectado aos seus anseios históricos. O povo é na verdade, a montanha intransponível quando decide um rumo e o persegue superando todos os obstáculos e arestas que se lhe apresentam. Dito de outro modo, quando a comunidade toma em suas mãos o seu próprio destino, nada lhe faz mudar e isso, é o indicativo de que quer uma forte mudança no modo de se fazer a política com ética e princípios.
Acredito no porvir como o sol se abre no alvorecer de um novo dia! E, mais do que isso, acredito no poder popular como a força motriz decisória para um caminho renovado, sustentado pela democracia e pela ética política.
A grande batalha a ser travada por Codó será na perspectiva da transformação do sujeito alienado, em sujeito crítico-dialético sabendo o que quer e de que forma fazer essa mudança fundamental. Portanto, a construção dos alicerces da democracia popular será erigida a partir desses sujeitos históricos conscientemente preparados para realizar sua tarefa gloriosa de instituir uma nova alegoria política espelhada na transparência e na participação social.