CALAMIDADE NA TERRA DO GÁS: SEM AMBULÂNCIA,GRAVIDA PERDE A VIDA EM SANTO ANTONIO DOS LOPES

IMG-20150827-WA0117-576x1024

Vítima da má gestão do prefeito Eunélio

Mais uma jovem parturiente morreu no interior do Maranhão pela falta de ambulância e Unidades de Saúde que tenham a capacidade de atender a demanda de seu município e região.
Desta vez, a morte precoce de uma grávida aconteceu na cidade de Santo Antônio dos Lopes, no último dia 18. A gestante entrou na sala de parto do Hospital Municipal por volta das 10hs horas da manhã e apresentou hemorragia às 14 hs.
Sem suporte para cuidar do caso, e para variar, sem ambulância para transportá-la, a paciente precisou ser conduzida para Presidente Dutra onde há um hospital de urgência e emergência para cuidar de gestantes.
Como não havia ambulância e nem outro meio de conduzi-la, foi feito contato com uma unidade de Capinzal do Norte. Quando o veículo chegou a Santo Antônio dos Lopes, quase uma hora depois que a paciente apresentou hemorragia, ela já estava praticamente sem vida.
Os médicos informaram que a gestante precisava de uma bolsa de sangue e também de um balão de oxigênio, mas na ambulância de Capinzal não tinha, e infelizmente a grávida não conseguiram sobreviver, somente o bebê.
Indignados com o descaso por parte do governo municipal, de responsabilidade do prefeito Eunélio Mendonça, moradores de Santo Antônio dos Lopes irão realizar um protesto com o tema “Calamidade Pública na terra do Gás”, nesta sexta-feira (28), para chamar atenção do poder público e pedir justiça pela morte trágica da gestante.

Fonte: Blog do Minard

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *