LAMENTAVELMENTE, HÁ 24 ANOS O CODOENSE É ENGANADO SOBRE A CHEGADA DE LEITO DE UTI

Nagib, Ricardo, Zito e Biné

Nesse momento de dificuldade que vive o mundo por conta da pandemia do coronavírus, o que podemos fazer é torcer para que nenhum codoense venha a precisar de um leito de UTI, caso precise, melhor mesmo é se preparar para morrer. Já foram muitos os casos de óbitos em Codó por falta de leito de UTI, obviamente não nesse momento de Coronavírus, mas em outras circunstâncias. As pessoas que vivem em Codó aguardam há anos, décadas, mas nada de leitos. Já foram inúmeras as denúncias em blogs, sites, rádios e TVs em relação à não existência desses leitos em Codó, porém nada foi suficiente para tocar o coração dos nossos amados políticos, e quando são questionados por quem quer que seja, eles habilmente colocam a culpa em outros, que também já tiveram a oportunidade de governar a cidade e nada fizeram para implantar a UTI.

A INCOMPETÊNCIA NÃO É DE AGORA

A incompetência dos gestores de Codó em relação aos leitos de UTI na cidade não vem de agora, desde 1996  quando Ricardo Archer se elegeu pela primeira vez que essa história se arrasta e o codoense vê a espera crescer e caducar em aniversários, foram longos 08 anos de mandato de Ricardo Archer. Logo depois veio mais 04 anos de Biné Figueiredo, depois mais 08 anos de Zito Rolim, agora mais 04 de Francisco Nagib e nem mesmo em todo esse tempo algum deles teve a sensibilidade de fazer algo para implantar a tão necessária UTI em Codó. Ou seja, há 24 anos que nosso povo ouve essa promessa.

O QUE FALTA?

Neste meio há quem defenda com unhas e dentes que tenha deixado equipamentos comprados e sala preparada, para a UTI ser montada, também que os equipamentos deixados desapareceram. Ora caros leitores, mas quem diacho teria sido o autor desta façanha inescrupulosa? Como pregam que amam tanto a cidade, existe algum deles que tenha dado fim nisso? Pura balela, nossa gente não acredita nisso…

ALEGAM FALTA DE FORÇA POLÍTICA

Não é possível que nossos amados políticos de Codó, com mandatos vigentes, ainda tentam colocar isso na cabeça de nossos codoenses, eles ainda aparecem com desculpas esfarrapadas que Codó precisa de mais força política. Mas será que o codoense acredita mesmo nisso? uma vez que Codó tem um prefeito aliado do governo do estado, deputado aliado do governo e senadores que vivem a esbravejar que amam Codó? Seria mesmo falta de força política, ou seria melhor empregarmos a palavra FORÇA DE VONTADE? Precisamos também lembrar a mente de nossa gente que, todos os prefeitos de 1996 até hoje que passaram por Codó tinham o governo do estado como aliado. Ricardo Archer tinha o apoio incondicional de Roseana Sarney, Biné Figueiredo o apoio irrestrito de Jackson Lago (im memorian) e Zé Reinaldo Tavares e agora Francisco Nagib, o apoio de Flávio Dino, ainda falta algo?

LOGO, LOGO VIRÃO MAIS PROMESSAS DE UTI

O codoense pode esperar que em ano de eleição como é este, muitas promessas de que uma UTI será implantada em Codó é bem capaz de surgir para mais uma vez tentar deixar na cabeça de nossa gente que desta vez tudo será diferente. Mas não é possível que ainda há alguém nesta cidade capaz de acreditar nisso. Que Deus nos projeta e nos livre de algum codoense precisar de um leito de UTI neste período de pandemia. No mais, o que devemos pedir é proteção ao codoense menos abastado, enquanto temos que continuar esperando nossos amados representantes agirem, em vez de nos enganar que ninguém mais vai morrer em Codó por falta de UTI. SIMPLES ASSIM….

 

4 comentários em: “LAMENTAVELMENTE, HÁ 24 ANOS O CODOENSE É ENGANADO SOBRE A CHEGADA DE LEITO DE UTI

  1. Parabéns pela excelente reportagem. Em poucas linhas Vossa Senhoria descreveu com detalhes o descaso, a incompetência e a falta de compromissos com a saúde dos codoenses dos Prefeitos de Codó nos últimos 24 anos.
    OBS: Em conversa com o Ex-Secretário de Saúde do Estado do Maranhão(gestão Roseana Sarney), nos foi informado que na época da instalação dos HOSPITAIS MACRO-REGIONAIS com 120 leitos( sendo 20 LEITOS DE UTI adulto e infantil), o Município de Codó não foi beneficiado em razão do Prefeito da época, Zito Rolim, agindo de forma irresponsável, não aceitou a vinda do referido hospital, alegando que o Sucateado HGM tinha plenas condições de atender a toda a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *